Piaui Página Inicial Quem Somos Fale Conosco Anuncie Webmail Admin
Digite a palavra
 Baianidades
linha
linha
pontinhos
pontinhos
linha

Grill
Aroma Árabe
Comida Típica
Forneria
La Patisserie
Favorito News
Favorito Artes
Espaço do Leitor
Fotos do Piauí
livro Enéas
gvopi
mt
embratur
riopoty
gol
tam
Abrasel
Portal O Dia
Medplan
Dalton Leal Leilões
Azul
Voltar para página inicial do Turismo
O caçador de Pipas

O CAÇADOR DE PIPAS

 

     O que é uma narrativa esteticamente boa? O que torna uma narrativa cativante? Dentre as várias respostas que podem ser formuladas a essas perguntas, uma se destaca. Uma narrativa esteticamente boa e cativante é aquela que apresenta personagens que nos levam ao ódio, ao amor, à comiseração, à revolta, à indignação, às lágrimas... Ou seja, às mais diferentes reações emotivas. Se tudo isso estiver narrado com criatividade conotativa, melhor ainda.

     “O Caçador de Pipas”, de Khaled Hosseine, é um romance assim. Ele revolve, no mais fundo de nossa consciência, muitas emoções. Destas, uma das que mais me revoltaram foram as injustiças das quais é vítima Hassan, que é o caçador de pipas do romance, o menino que tem um verdadeiro faro para descobrir onde elas vão cair , e é o primeiro a pegá-las. Pela trama narrada, o leitor pensa que ele é da etnia hazara, talvez a mais discriminada dentre as etnias que formaram o Afeganistão (antes de o famigerado Talebã passar algum tempo no poder naquele país, ela constituía aproximadamente 3,5% da população. Hoje, talvez esteja exterminada).

     Quando penso em Hassan, me pergunto o seguinte: como é possível, em pleno século XX, uma pessoa agüentar tanta discriminação? Como é possível uma pessoa suportar tanta humilhação e quase não reagir, porque acredita que sua classe social é mesmo inferior? Como é possível que um pai permita que um filho sirva de criado a outro filho, apenas porque a mãe de um deles é uma hazara e a outra era professora universitária? É difícil aceitar que as respostas a essas questões se fundamentem na segregação social, no fato de que determinadas etnias são consideradas inferiores e por isso desprovidas de alguns direitos importantes. Porém o mais brutal ainda é que o preconceito está tão enraizado no mais fundo da consciência de um hazara, que ele se conforma e aceita como natural o fato de ele ser cruelmente discriminado e até mesmo assassinado como se fosse um cão asqueroso.

     Uma das frases mais bonitas  de “O Caçador de Pipas” é esta hipérbole pronunciada por Hassan, dirigindo-se a Amir: “Por você, faria isso mil vezes.” No leitor, porém, fica a dúvida: ele afirmou isso pela grande amizade a seu amigo ou porque é seu fidelíssimo empregado? Ou são as duas coisas? É impossível determinar a resposta exata.

     Mas há também outras emoções no romance, emoções positivas, digamos assim, como a bela história de amor entre Amir, que é o personagem-narrador, e Soraya. É um amor que contrabalança o excesso de preconceito e confirma a influência da cultura ocidental em Amir.

     Há ainda o retorno de Amir a seu país de origem, o Afeganistão, para tentar reparar as tremendas injustiças que ele cometera contra Hassan. É a tentativa de um homem de ajustar contas com seu passado, tentativa da qual raríssimos seres humanos não sentem necessidade.

 

                                                                          W. Ramos   


destaques
• Artigo
O EVANGELHO SEGUNDO PADRE LIRA
• Gastronomia árabe
DELÍCIAS ÁRABES EM BUFFET NO QUILO
• Para os EUA
Promotores poloneses pedem a tribunal extradição de Polanski
• "Je suis Charlie"
Jornal iraniano é suspenso após mostrar Clooney usando broche
• Insultos
Prefeita de Paris diz que cidade processará Fox News
• "A Entrevista"
Filme da Sony ultrapassa US$40 milhões em vendas digitais
• Aviação
Etihad vai premiar agentes que venderem bilhetes em nova classe
• Hotelaria
Meliá anuncia abertura do seu sétimo hotel na Itália
• Gastronomia e lazer
Recife ganha shopping especializado
• Programa de fidelidade
La Torre (BA) instala totens na recepção
• João Pessoa
Coris será a seguradora oficial do Festival do Turismo
• Veículos turísticos
Prefeitura de Búzios realiza fiscalização
• Trem na França
Transporte está com os dias contados?
• Marketing
Bahiatursa estreita parceria com American Airlines
• Festa em Sampa
Confira a programação cultural de aniversário
• Ocupação
Tam bate recorde nacional e internacional
• Aviação
Dilma veta exploração comercial de aeroportos privados
• Aviação
Anac promove seminário sobre regulação dos direitos dos usuários do transporte aéreo
• Destino
Latinos pesquisam Rio de Janeiro para o fim de ano
• Cultura
Katy Perry vai se apresentar no show do intervalo do Super Bowl de 2015


eneas
:: Há dia fácil
:: O Morro da Casa Grande
:: Quero saber por quê
:: Ela vem me resgatar
:: Salvar a Grécia
:: Que coisa é um ministro!
:: O mundo de Levi-Strauss
:: O narcisismo poético
:: Calma, Dilma
:: Quero ser Rubem Fonseca
:: Ingenuidade
:: Histórico de uma leitura
:: Histórico de uma leitura
:: UM VIOLINO, UM VIOLÃO
:: O Gigante Que Escrevia
:: Ela se zangou?
:: Fundo do poço
:: Forró e Poesia
:: Uma Dose de Humor
:: "À Procura da Estrela"
:: Sete Décadas
:: O Onipresente
:: Outra Escalada
:: Rosa cheirava?
:: É MUITA COINCIDÊNCIA?
:: Grande Salu
:: O caçador de Pipas
:: O Caçador de Pipas
:: Doze Palavrões
:: Fora de Órbita
:: Fora de Órbita
:: FORA DE ÓRBITA
:: A alameda dos cajus
:: Carta da Solidão
:: Chegando
:: A Maçãzinha
:: Como o vinho
:: Sommelier Ajoelhado
:: Inação, o Cozinheiro
:: Coisa de Gourmet
:: Vinte Dias
:: O leitor, esse rejeitado
:: A arte da palavra
:: Canários de Teresina
 Piaui.com.br é um domínio do Favorito registrado na Fapesp sob ticket 81399. Todos os direitos reservados. Site by Masávio
ADMIN